Cursos “fajutos” serão punidos

O funcionamento de cursos não aprovados pelo Ministério da Educação promete ser mais controlado pelo PROCON. O alerta é feito aos estudantes que foram vítimas das faculdades e universidades particulares que ofertaram cursos sem aprovação oficial.

As escolas serão obrigadas a ressarcir os investimentos e terão que pagar indenização por danos morais, conforme define o Código de Defesa do Consumidor.  A coordenadora do PROCON no Paraná, Cláudia Silvano (foto) decreta o fim da tolerância com as instituições que se aproveitam da boa fé das pessoas. Veja matéria completa.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s