Mensalão embaixo do guarda-chuva

Não será desta vez. Foi adiada no Supremo Tribunal Federal (STF) a discussão sobre o julgamento do mensalão. A ausência do ministro Ricardo Lewandowski inviabilizou a análise de uma questão de ordem do ministro Joaquim Barbosa. Lewandowski está em viagem oficial à Suíça até 4 de maio, para palestras nas universidades de Berna e Lucena.

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) adiaram a discussão sobre o formato do julgamento do mensalão, previsto para ocorrer na tarde desta quarta-feira. O ministro Joaquim Barbosa, relator do processo, chegou a apresentar uma questão de ordem para a discussão, mas a ausência do ministro Ricardo Lewandowski, revisor do material, inviabilizou a análise.

Lewandowski está em viagem oficial à Suíça até o dia 4 de maio. Ele foi convidado pelo governo suíço para reuniões com autoridades judiciárias do país. O ministro também fará palestras nas universidades de Berna e Lucerna. O objetivo era o tribunal para julgar o caso ainda no primeiro semestre, antes das eleições municipais de outubro, mas a questão volta a ser prejudicada. O mensalão pode ser julgado até antes, mas o relatório precisa ficar pronto até o final de maio. Entretanto não há qualquer garantia que isso venha a ocorrer.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s