Justiça eleitoral e inelegíveis

Amanhã, dia 5, o Tribunal de Contas do Paraná – TCE, entrega a lista dos inelegíveis, cujas contas foram desaprovadas. Isso significa uma antecipação de 30 dias no prazo fixado, para que o órgão contribua com o processo eleitoral que vai escolher os novos prefeitos e vereadores, em outubro.

A lista é ampliada, pois vai incluir os desaprovados dos últimos oito anos. São ao todo 1.025 nomes. A decisão sobre a validade ou não do registro das candidatura será do Ministério Público Eleitoral, que terá a atuação de 206 juízes eleitorais. Para o pleito de Ponta Grossa, por exemplo, esta relação tem um significado especial, pois entre os envolvidos está o ex-prefeito e deputado estadual Péricles Holleben de Mello, que pleiteia a possibilidade de ser candidato pelo Partido dos Trabalhadores, e depende diretamente da liberação do seu nome pelo TCE nesta listagem.

Péricles teve sua conta na Prefeitura de Ponta Grossa desaprovadas e ganhou o mesmo tratamento da Câmara de Vereadores. Somente depois de solucionada esta questão é que ele poderá de fato concorrer ao mandato de prefeito nas eleições deste ano.

Anúncios

Uma resposta em “Justiça eleitoral e inelegíveis

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s