Perderam o caráter

paixao1

Nossos políticos são mesmo de teatro. Brigam como loucos, agridem-se como poucos e no fim da linha festejam abraçados a enganação cometida contra o povo. O eleitorado é o verdadeiro culpado pelo estado de coisas. É certo que eles não tem caráter, perderam a compostura e já não se importam mais de serem chamados de corruptos, canalhas e ladrões. Nós os fizemos assim, patrocinando com nossos caros impostos tudo aquilo que cometem. Portanto, não devemos reclamar. Os poucos que podem são os que votam contra, que renovam os quadros e que ainda tem esperanças em alguma coisa. Fato é que mesmo os mais corretos, se é que existe algum correto, quando chegam tomados de boas intenções, encontram lá os bloqueios e ou se alinham ou caem no esquecimento. A política é um rolo compressor onde não há escapatória. Só mesmo o comportamento do eleitor é que vai poder um dia, quem sabe, decretar alguma mudança. A charge do Paixão, na Gazeta do Povo de hoje (sexta-feira, 15 de maio) é o exemplo disso. Aí estão eles, os “líderes da política paranaense”, brincando a escolha da Luiz Edson Fachin para substituir Joaquim Barbosa, no Supremo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s