Grande solução: aumento de impostos

osnijor -180515

O chamado aperto fiscal vem recheado de aumentos de impostos, segundo anúncio da última segunda-feira do ministro da Fazenda, Joaquim Levy. O governo ao invés de enxugar a máquina, cortar despesas e encarar a crise econômica que é sem precedentes, opta pelo mais fácil, que é sacrificar o povo.
O jornal Folha de São Paulo anunciou então que para incrementar o caixa em R$ 20 bilhões, neste ano, o governo resolveu aumentar os impostos.
Volta a Cide, um tributo que regula o preço dos combustíveis, aumento do PIS/Cofins sobre a gasolina.
É uma ironia até aumentar o preço dos combustíveis quanto todos sabemos o que ocorreu nos últimos anos com a Petrobrás. Os cofres arrombados ficam por conta do poder de estátua do contribuinte.

Anúncios

Amigo da Onça

A obra imortal de Péricles, difundida na revista O Cruzeiro, nos anos 1950 e 1960 marcou época. Outro dia o amigo Izidro Constantino Guedes me mandou um vídeo, com uma coleção de páginas onde o personagem era o Amigo da Onça.

Resolvi então reproduzir o desenho e teve quase uma centena de curtidas e comentários no meu facebook. Agora registro aqui a reprodução da obra.amigo da onça

Fome prende e frio mata, no país das Bolsas

Em Curitiba um homem morre de frio nas ruas. Isso ocorreu nas últimas horas e foi constatado pela Polícia Militar. O jornalista Fernando Nandé, no seu blog, lembra que na cidade existe a Fundação de Ação Social (FAS). E como ela próprio se define a FAS é o órgão público responsável pela gestão da assistência social em Curitiba, atuando de forma  integrada a órgãos governamentais e instituições não governamentais, que compõem a rede socioassistencial do município. Mesmo assim as pessoas humildes preferem ficar na rua e morrer de frio a ir para um desses locais durante o inverno para ter abrigo. Assunto para ser explicado pela administração municipal.

No Distrito Federal, num supermercado de Santa Maria, um homem foi preso após tentar furtar 7 kg de carne para alimentar o filho de 12 anos. Morador de Luziânia, no leste de Goiás, ganhou vida nova depois que policiais e moradores se apiedaram de sua situação.

Lula vai às compras

osnijor -150515

Com o saco cheio da corrupção, com os bolsos estofados do mensalão e as cuecas lotadas do lava a jato, Lula se dispõe a sair pelo país a catequizar mais uma vez os incautos eleitores do PT e de outros “partidecos” dispostos a delinquir. Segundo o noticiário oficial do partido, Lula programa para o final de junho um cronograma de encontros e reuniões pelo Brasil com movimentos sociais e centrais sindicais. O objetivo da viagem é recuperar o apoio da base social do partido, reaproximá-la e mobilizá-la em defesa dos 12 anos de PT no governo federal. Preparem-se para as consequências.

Perderam o caráter

paixao1

Nossos políticos são mesmo de teatro. Brigam como loucos, agridem-se como poucos e no fim da linha festejam abraçados a enganação cometida contra o povo. O eleitorado é o verdadeiro culpado pelo estado de coisas. É certo que eles não tem caráter, perderam a compostura e já não se importam mais de serem chamados de corruptos, canalhas e ladrões. Nós os fizemos assim, patrocinando com nossos caros impostos tudo aquilo que cometem. Portanto, não devemos reclamar. Os poucos que podem são os que votam contra, que renovam os quadros e que ainda tem esperanças em alguma coisa. Fato é que mesmo os mais corretos, se é que existe algum correto, quando chegam tomados de boas intenções, encontram lá os bloqueios e ou se alinham ou caem no esquecimento. A política é um rolo compressor onde não há escapatória. Só mesmo o comportamento do eleitor é que vai poder um dia, quem sabe, decretar alguma mudança. A charge do Paixão, na Gazeta do Povo de hoje (sexta-feira, 15 de maio) é o exemplo disso. Aí estão eles, os “líderes da política paranaense”, brincando a escolha da Luiz Edson Fachin para substituir Joaquim Barbosa, no Supremo.

A dama do dinheiro na calcinha

osnijor -130515,

Condenada a 18 anos de prisão nos processos do Lava Jato, a doleira Nelma Kodama, foi debochada no seu depoimento na CPI da Câmara dos Deputados. Amante declarada de Alberto Youssef ela cantou a música Amada Amante, de Roberto Carlos durante seu pronunciamento.
“Eu vivi maritalmente com Alberto Youssef entre 2000 a 2009. Amante é uma palavra que diz tudo! Amante é esposa, amante é amiga”, destacou. “Tem até uma música do Roberto Carlos: a amada amante. Não é verdade? Quer coisa mais bonita que ser amante? Você ter uma amante que você pode contar com ela, ser amiga dela.” E cantarolou ‘Amada Amante’, sucesso musical de 1971.
Censurada pelo deputado Hugo Motta (PMDB-PB).
Sobre sua prisão ela frisou, ironicamente: “O dinheiro estava no bolso e não na calcinha”, disse a doleira, que levantou e mostrou os bolsos de trás da calça aos parlamentares.
Nelma foi presa no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos/Cumbica, em 15 de março de 2014, quando fugia para Milão, na Itália, com 200 mil euros escondidos na calcinha. Mas ela negou na CPI, que estivesse fugindo.
O depoimento de Nelma vai gerar fatos novos sobre o mercado de câmbio negro no esquema de corrupção na Petrobrás.

Mães modernas

SER_ME~1

Que vida louca levamos nós, mães modernas, mães do século 21, mães de filhos únicos, ou de muitos filhos que se tornam únicos pelo pouco tempo que conseguimos ter para cada um…
Que vida louca temos nós, que acordamos ao raiar do dia e saímos para o trabalho delegando a outras, que em casa deixam seus filhos também, que sejam as mães que nossos pequenos não tem …
Que vida louca temos nós que somos mães por telefone em tempo integral, que fazemos de nosso horário de almoço um momento para checar a lancheira, arrumar uniforme, fazer “Maria chiquinhas” e ter tempo de lembrar as antigas mães e mandar seu filho escovar os dentes…
Que vida corrida temos nós, cheia de horários marcados com momentos de ser mulher, mãe, amiga, esposa, profissional, namorada… somos muitas e as vezes não conseguimos ser tudo…
Vivemos uma rotina que rotina mesmo quase não tem , pois o dia é sempre um mistério para aquelas que tem filhos, afinal nunca sabemos se o dia que começou é o dia marcado para a dor de garganta chegar, ou para a prova surpresa de matemática, ou para briga com o amiguinho na escola, ou para pesquisa sobre o relevo que ele esqueceu de te avisar…
Sabemos apenas que vivemos assim….
Acordar… trocar de roupa para o trabalho, esperar pacientemente que sua secretária do lar não falte, olhar seu filho dormindo por mais alguns minutos e ter vontade de ficar com ele só por hoje um dia inteiro, sair de casa, despedir-se do filho e dar muitas ordens a empregada que a deixam perdida… ir para o trabalho, ser profissional, ser mulher moderna, ser guerreira, lutar pra vencer, fazer a diferença no mundo profissional…
Ligar ao longo do dia para marcar pediatra, fugir correndo do serviço para assistir a apresentação da escola no dia das mães, procurar alguém para buscar seu filho na escola porque hoje apareceu uma reunião e não tem como ir, e sempre acabar contando com a sua mãe para te fazer esse eterno favor…
Correr, preocupar-se, desdobrar-se vencer o dia, e ainda chegar em casa checar a tarefa, supervisionar o banho, fazer mil e uma perguntas sobre o dia de seu filho, sentir-se culpada por não ser mais presente, brincar, dar atenção, cantar uma música, ler uma história, assistir pela bilionésima vez o filminho da Disney e acabar adormecendo ali, na caminha de solteiro ou do lado do berço, cansada, mas realizada por ter sido por mais um dia MÃE…

Juliana Nunis